O fundamental na vida é chegarmos, realmente a conhecer-nos a nós próprios. De onde viemos? Para onde vamos? Por que vivemos? Aquela frase escrita no frontispício do antigo templo de Delfos é axiomática: Homo Nosce Te Ipsum, homem, conhece-te a ti próprio.

A meta gnóstica é a felicidade dos seres humanos com o desenvolvimento harmonioso de todas as suas infinitas possibilidades, a autêntica felicidade baseia-se na revalorização do Ser.

Almejamos a Autorrealização Íntima do Ser.

A vivência dos três fatores da Revolução da Consciência: O MORRER, que é a eliminação dos agregados psíquicos ou defeitos psicológicos; a conquista do SEGUNDO NASCIMENTO, através da criação dos corpos existenciais superiores do Ser e o SACRIFÍCIO PELA HUMANIDADE, que significa levar este conhecimento adiante, desinteressadamente e de boa vontade, constituem a síntese do trabalho esotérico gnóstico. Tal experiência permite ao devoto sincero conhecer-se e auto- realizar-se integralmente.

Pistis Sophia, a Alma de cada homem e da cada mulher que hoje habita no planeta Terra clama por sua salvação, auto-salvar-se é o indicado e isto exige plena identificação do que salva e do que é salvo: o Divino que mora no fundo da Alma, a autêntica e legitima faculdade cognoscitiva, aniquila o Ego e absorve em Sua presença a essência e, em total iluminação a salva. Este é o tema do Salvador Salvandus.

 

Carrinho VazioCarrinho Vazio