O Eterno Feminino

R$ 15,00

O Princípio Feminino Universal resplandece em cada pedra, no leito melodioso de cada córrego, na deliciosa montanha cheia de árvores, em toda a Natureza… Resplandece o princípio feminino em toda a obra: na ave que voa silenciosa e que regressa ao seu ninho para acalentar os seus filhotes; no peixe que desliza entre as profundidades do tempestuoso Mar Negro, entre as feras mais terríveis da Natureza.

O Princípio Feminino Universal, o Eterno Feminino, brilha entre os mais distantes luzeiros que habitam no coração de toda mulher, que resplandece com a dissolução do “Ego” e a Cristificação.

Assim, em nome da verdade, não podemos sentir menos que admiração ante o Eterno Feminino… Osíris, desdobrado, convertido em mulher, habita com seu amor no coração do sistema solar. O Eterno Feminino é o assento de onde surge toda a vida no amanhecer da Aurora do Mahamvantara. O Logos torna fecunda a matéria caótica, faz com que resplandeça o ventre da Virgem Mãe, do Eterno Feminino, para que surja, dentre o caos, reluzente, o Universo…

Assim, não há motivos para que as mulheres do Movimento Gnóstico se sintam tristes ou deprimidas, supondo que somente servem de veículo para os homens que querem se cristificar. Realmente, elas têm o mesmo direito e chegam às mesmas alturas. Se a mulher é veículo para o homem, mediante o qual este último pode cristificar-se, também tenho que dizer a vós, irmãs gnósticas, que o homem é instrumento, é o veículo mediador através do qual cada uma de vós podeis chegar à Cristificação.

 

As colunas “J” e “B” de todo templo estão presentes no templo coração. As Colunas masculina e feminina não estão demasiado próximas nem demasiado distantes; há um espaço entre ambas para que a luz possa penetrar no meio delas.” “Samael Aun Weor (Capítulo I – O Eterno Feminino)

76 em estoque

Categoria